Paris: postais de Montmartre

27.4.18 Rui Quinta 0 Comentários


Montmartre é o bairro dos artistas em Paris e vale mesmo a pena ser explorado!

Nas minhas duas primeiras vezes em Montmartre subi à Basílica do Sagrado-Coração pelas mesmas ruas. Os dias estavam nublados e, aparentemente, a minha criatividade também, porque das duas vezes fui pelo caminho mais curto desde o meu hostel e pouco mais explorei. Fiquei sem perceber o porquê de tanto se falar e elogiar o bairro. Mas Montmartre é mais do que o Sacré-Coeur e no meu quinto dia em Paris, aproveitando que as nuvens cinzentas tinham finalmente desaparecido e com a ajuda de um grande amigo que vive na cidade e fez de guia, acabei por descobrir os motivos.

Porque antes queria passar pelo Moulin Rouge, subimos a colina pelo lado Oeste e assim pude ver incontáveis restaurantes, cafés e pastelarias que dão muito melhor aspeto e colorido às ruas do que as lojas dos típicos souvenir que antes tinha visto. São esses restaurantes, cafés, pastelarias e respetivas esplanadas que ajudam a fazer de Montmartre o bairro boémio que é, uma excelente possibilidade para um aperitivo ao final da tarde ou para ficar até jantar, ainda que os preços sejam típicos de um local tão turístico.

Montmartre é também um palco para as artes e inclusive foi no passado casa de artistas como Vincent Van Gogh ou Pablo Picasso. Atualmente, além de várias galerias que podem ser visitadas, algumas das suas estreitas ruas são mostra da criatividade de muitos pintores que ali se expõem. Contudo, o local mais emblemático é sem dúvida a Place du Tertre, a escassos 200 metros da Basílica do Sacré-Coeur, repleta de cavaletes de pintores e caricaturistas.

Por fim, devido à altitude, se explorarem a zona superior da colina de Montmartre irão encontrar excelentes vistas para a cidade. Sobretudo ao pôr do sol!
Booking.com

Também pode gostar de:

0 comentários: