Airbnb: o que é? a minha experiência

24.5.18 Rui Quinta 0 Comments


O Airbnb é hoje uma excelente opção para quem procura alojamento e vou contar-vos a minha experiência para tentar esclarecer algumas dúvidas comuns.

A questão que mais encontro sobre o Airbnb é relativa à sua segurança e sim, é seguro, se utilizarem corretamente e disso irei falar no próximo artigo. Mas antes, venho explicar um pouco o que é, como funciona e a minha experiência com o Airbnb, em Reunião e Maurícias, para também perceberem quão diverso pode ser.


O que é?

Em primeiro lugar é preciso perceber que o Airbnb é uma plataforma (ou um serviço, se preferirem) que junta proprietários e hóspedes, onde os primeiros colocam para alugar as suas casas, quartos ou camas. A meu ver é bastante semelhante ao Booking. A principal diferença é que o Booking agrega sobretudo alojamentos em unidades hoteleiras, hosteis, albergues e semelhantes (apesar de também estarem disponíveis apartamentos e moradias privadas) e a Airbnb agrega sobretudo apartamentos, vivendas, quartos e camas privadas (apesar de alguns hósteis também a utilizarem).
Apesar de ter sido criado em 2008, apenas nos últimos anos se começou a falar mais do Airbnb e por isso ainda prevalence mais dúvidas do que, por exemplo, sobre o Booking.


Como usar

À semelhança do Booking, pesquise a localidade onde se quer alojar. Para facilitar, pode depois definir o "tipo de casa" (Espaço inteiro, quarto privado ou quarto partilhado), um intervalo de preço e adicionar mais alguns filtros para reduzir o número de possibilidades que surgem.



A minha experiência

Quando viagem para a ilha de Reunião iria aterrar muito tarde e partir cedo, por isso precisava ficar perto do aeroporto na primeira e na última noite e acabei por reservar as quatro noites no mesmo local, um quarto em Saint-Marie, onde fiquei com o casal de proprietários e os seus gatos. O marido saía todos os dias para trabalhar mas a esposa deixou o trabalho para se dedicar apenas a alugar duas propriedades no Airbnb.
Eu apenas ia a casa para dormir mas fui sempre muito bem acolhido e bem tratado. Depende de cada anfitrião, mas neste caso a senhora fazia questão de todas as noites me perguntar a que horas queria o pequeno-almoço e na manhã seguinte lá estava.

Já nas Maurícias entendi que seria mais vantajoso ir mudando de alojamento e dois deles foram reservados através da Airbnb. O primeiro, na vila de Quatre Bornes, era um B&B com vários quartos com casa-de-banho privativa, com serviço de recepção, atendimento muito simpático e pequeno-almoço no quarto, também com agendamento de hora. O segundo, na vila de La Gaulette, fazia parte de uma moradia dividida em quatro estúdios, cada um com a sua entrada, sem recepção, apenas com uma pessoa que ia levar a chave (na verdade a chave estava escondida num local e era deixada no final noutro local combinado).

Isto serve apenas para vos mostrar quão diverso podem ser os alojamentos disponíveis no Airbnb. Lembrem-se sempre que depende dos proprietários e por isso não se esqueçam de ler os serviços disponíveis em cada um deles (pequeno-almoço, wifi, estacionamento, cozinha, e o que mais vos faça falta) e as condições de horário de check-in e check-out, bem como as políticas de cancelamento.
Booking.com

Também pode gostar de:

0 comentários: