Safari - Pilanesberg

15.11.16 Rui Quinta 5 Comments


África é um continente imenso, desde a medina de Marraquexe ao paraíso de Zanzibar , da pirâmide de Giza ao Kilimanjaro, do deserto do Sahara aos penguins do Cabo. Mas nada ocupa o imaginário de mais gente do que sair de jipe num safari e ver os animais no seu habitat.

Depois do balão de ar quente, para a parte da tarde estava planeada uma saída "tradicional" de jipe para o parque Pilanesberg e após uma breve apresentação e algumas instruções básicas, como não andar em pé com o jipe em movimento (até porque o jipe para constantemente para observação dos animais) e não nos debruçarmos para fora do veículo (o que chamaria a atenção dos animais), estávamos pronto para regressar ao parque.
Não demorou nada para que visemos os primeiros animais. Se alguns são extremamente difíceis, outros são extremamente fáceis por se encontrarem constantemente próximo das zonas com água, como os hipopótamos e as girafas

Logo ali próximo mas longe dos predadores, parece ser hora para um lanche de grupo vegetariano: zebras e impalas.

O primeiro dos big five que encontramos foi o rinoceronte branco, espécie que tem um peso médio de 2,300 kilos e não é difícil imaginar o poder dum bicho destes.

É possível visitar o parque em carro próprio, ao ritmo desejado, mas uma das vantagens de o fazer num jipe do parque é a troca de informação entre os vários veículos.
De repente estavam vários jipes parados, onde andava uma chita próxima de impalas, e esperávamos assistir uma perseguição à caça. Não aconteceu. (e fiquei com falta de uns mm extra de lente)

As estradas são boas suficientes para os carros circularem... mas também os animais.

Os safaris são geralmente conduzidos no início da manhã ou no final do dia. O nosso entra no segundo caso, entre as 15h00 e as 18h00, e já na sua segunda metade era altura de ir para um dos maiores lagos do parque, onde estaria um grupo de elefantes a refrescar-se com companhia.
A época de seca já ia longa e excecionalmente severa este ano, até a população já pedia por chuva, o que torna lagos como este especialmente requisitados.

Do grupo dos cinco animais mais cobiçados, este era a segunda espécia que víamos e devido à quantidade de animais ali presentes não era de estranhar que de cada lado (a distância considerável) estivessem muitos observadores.
Foi espetacular ver um grupo tão grande de elefantes a banharem-se e os mais jovens a brincar com a água. Bom, é mais divertido se pensarmos que um jovem elefante brinca como... qualquer criança.
Mas não eram só elefantes que por lá estavam. Também rinocerontes e gnus, num dos poucos locais onde ainda resta água.
De saída do lago, ainda tivemos um enfrentamento... com um elefante que atravessava a estrada. Talvez a defender as crias do grupo.
Pela primeira vez vi o motorista preocupado, a pedir ao elefante que voltasse para trás, e ainda não tenho a certeza se entendia inglês, mas lá obedeceu.
Era já noite fechada quando demos por terminada a saída de campo. Ainda não foi desta que vi búfalos nem leopardos e mesmo os leões que vi um ano antes no Lion Park, não se comparam à sensação de ver estes animais, assim, livres.
Fica para uma próxima. No Kruger, no Quénia ou na Tanzânia.
Booking.com

Também pode gostar de:

5 comentários:

  1. Eu a pensar precisamente que gostava de descobrir África, especialmente Zanzibar e nesse preciso momento descubro também o teu blog :) que imagens fantásticas, obrigada por partilhares!

    Já sigo *
    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário e por seguires :) É um continente com uma diversidade impressionante!

      Eliminar
  2. Tenho mesmo de explorar Africa, só fui a Marrocos e saí de lá com a sensação que não é bem Africa, embora fique situado no continente.
    Adorei demais as tuas fotos, dá mesmo vontade de entrar pelo ecrã dentro :)

    Viver a Viajar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário!
      Marrocos também deve ser espetacular... mas diferente :)

      Eliminar
  3. Andar de jipe por um safari é daquelas coisas que quero mesmo fazer um dia, mas ainda está naquela lista de desejos "distantes". Como é uma viagem que exige mais dinheiro estou a adiá-la! Mas um dia, um dia vai acontecer! Não fazia ideia de que se podia fazer em carro próprio, no entanto jamais teria coragem. E fazendo com os parques uma pessoa pode concentrar-se naquilo que é importante, que é apreciar o passeio :) As fotografias estão brutais!

    Aonde (não) estou

    ResponderEliminar