Galway e as Cliffs of Moher

29.7.19 Rui Quinta 0 Comentários



A visita a um dos pontos mais emblemáticos da ilha.
De Belfast, da Irlanda do Norte e da costa Este da ilha mudei-me para Galway, a República da Irlanda e a costa Oeste. O objetivo era aproximar-me de um dos locais que mais queria incluir nesta minha viagem pela Irlanda, as Cliffs of Moher, que acabaram por ser visitadas de uma forma muito diferente do que tinha perspetivado, mas sempre com a majestosidade deste local e com Galway a ser uma agradável surpresa.
À medida que me aproximava de Galway, o céu estava cada vez mais nublado, nada que surpreenda na Irlanda e nada que impedisse a animação que fui encontrar nesta pequena cidade, sobretudo em redor ao Latin Quarter, a zona mais boémia da cidade.

(Parece-me curioso pensar em como o mau tempo nos impede de fazer tantas coisas no Sul da Europa, enquanto quem está habituado se diverte em condições muito “piores”.)

E à margem disso, assim que cheguei, o primeiro lugar para onde rumei foi a Catedral de Galway, um dos maiores, se não o maior, símbolo da cidade, para aproveitar os últimos raios de sol.
O meu plano para o segundo dia em Galway consistia em alugar um carro e partir para as icónicas Cliffs of Moher (Falésias de Moher), onde ficaria até ao sol se pôr, e na manhã seguinte visitar o Dunguaire Castle, também a sul de Galway, e um dos locais que me parece ter maior potencial fotográfico na região.

O mau tempo, e a previsão de que piorasse ao cair da tarde, reduziu o potencial deste programa e acabei por me decidir por algo mais contido: juntar-me a uma excursão às falésias. Não é algo que goste e creio que a última vez em que fiz algo do género terá sido em 2016, na altura para visitar a Península do Cabo, na África do Sul. Mas admitindo a derrota e a impossibilidade de capturar estes dois lugares da forma que tinha imaginado, optei pela versão mais turística mas, pelo menos, conhece-los.

E ainda bem que não deixei de visitar os locais. Fiquei com pena de não o poder fazer da forma que tinha planeado, mas o Castelo parece-me de uma enorme e tranquilizante beleza!

Toda a viagem é feita por lindas estradas e paisagens, e se houver a possibilidade recomendo que aluguem um carro para poder percorrer a costa da Irlanda ao vosso próprio ritmo. Imagino que seja algo de maravilhoso viajar esta ilha com tempo, parando em pequenas vilas e aldeias, ou simplesmente parando no meio de nenhures para ver o campo aberto e um bocado de Oceano ao fundo.

Mas mesmo tudo e cada paragem sendo belo, ainda assim as impressionantes Falésias de Moher destacam-se. O mais popular destino turístico da Irlanda relacionado com natureza, um local majestoso, que chega a elevar-se 120 metros sobre o Oceano Atlântico!

Já de regresso a Galway, as nuvens ainda se abriram antes do pôr-do-sol, quando tanta gente se reúne junto do Rio Corrib, e na manhã seguinte visitei o interior da Catedral antes de rumar à capital do país, Dublin.

Booking.com

Também pode gostar de:

0 comentários: