A ebulição de Victoria Falls

24.10.16 Rui Quinta 2 Comments


As vistas de cima são as mais conhecidas mas não são as únicas e de ambos os lados da fronteira é possível descer até junto ao rio Zambezi até ao Boiling Pot, a panela em ebulição das Cataratas de Vitória.

A UNESCO reconhece dois nomes neste local Património Mundial: além do inglês Victoria Falls, também Mosi-oa-Tunya, na língua local tonga, que em tradução livre significa "o fumo que troveja".

Não tinha pensado entrar no parque do lado da Zâmbia, que se chama mesmo Parque Nacional Mosi-oa-Tunya, porque já tinha pouco tempo livre até à hora combinada com o taxista que me levou, mas como o combinado era pagar apenas no final e é das coisas que se faz uma vez na vida, decidi entrar e que o taxista esperasse.
Na entrada, por algum acaso, destacaram-me como guia o Davido melhor guia de Livingstone, e tal como a vila tem o nome do explorador que descobriu as cataratas para a Rainha: David Livingstone. O David é tão bom que muito provavelmente continuaria a ser o melhor guia mesmo que eu conhecesse outro.

O David (do qual falei mais no meu facebook) não só me possibilitou uma grande visita muito bem guiada, como me convenceu a descer junto do rio, ainda que implicasse uma demora ainda maior. A qual valeu bem a pena.
Do lado da Zâmbia os pontos de vista estão mais "trabalhados". Enquanto to lado do Zimbábue o aproximar dos desfiladeiros está dependente do bom senso de cada um, do lado da Zâmbia existem delimitadores que ajudam a afastar os turistas das zonas de queda.

Mais do que as cascatas, o que me impressionam são os desfiladeiros!
Existem caminhadas organizadas (e pagas) por vários agentes turísticos até ao Boiling Pot, apenas entre agosto e dezembro. É outra das atividades, tal como a Devil's Pool que apenas está acessível quando o caudal do rio é inferior, por questões de segurança. Mas, pelo menos no lado da Zâmbia, também é possível descer sozinho.

A escadaria é muito inclinada mas não requer especial habilidade para subir ou descer. Lá em baixo vi crianças, o que mostra isso mesmo. Mais depressa ou mais devagar, com mais ou menos pausas, chega-se lá. Demora cerca de 10 minutos para descer e entre 15 e 20 para subir (conforme a condição física de cada um), numa caminhada por entre alguns babuínos mas é uma vista a não perder!
Booking.com

Também pode gostar de:

2 comentários:

  1. De facto uma paisagem dessas não pode ser contida em apenas uma fotografia. Maravilhoso!

    R: Muito obrigada pelo teu comentário :) é de facto uma epifania...

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  2. Que local lindo, de uma beleza impressionante! Uma bela reportagem dessa tua vista :) Obrigada por partilhares essas imagens tão maravilhosas!
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar