Paris: a Catedral de Notre-Dame

20.4.18 Rui Quinta 0 Comments


É uma das Catedrais mais conhecidas do Mundo, palco para uma obra de Victor Hugo e um filme da Disney.
A primeira vez que me lembro de ouvir falar na Catedral de Notre-Dame foi com o filme da Disney, O Corcunda de Notre-Dame (1996), e é para mim impossível dissociar de si um dos monumentos mais emblemáticos de Paris. Acredito que não serei o único, mas certo é que não vi por lá o sineiro Quasimodo.
A construção da Catedral foi demorada, ocorrendo entre 1163 e 1345, e não teve lugar nem na margem direita nem na margem esquerda do Rio Sena, como está dividida Paris, mas na Île de la Cité, a pequena ilha no centro da cidade onde está também o Palácio da Justiça (Palais de Justice). Sempre alvo de um grande simbolismo, sofreu vandalismo e roubo durante a Revolução Francesa, no final do século XVIII, mas também foi o local da coroação de Napoleão Bonaparte.

De arquitetura gótica, a fachada principal está virada para Oeste, com as suas duas torres, na esquerda das quais a sineira onde trabalharia Quasimodo, o protagonista criado por Victor Hugo para o seu livro Notre-Dame de Paris, que inspirou o já referido filme da Disney. As torres, de 69 metros, não só fazem desta a fachada mais reconhecida da Catedral como a tornam num dos maiores símbolos da cidade, juntamente a outros como a Torre Eiffel, a Pirâmide do Louvre, Arco de Triunfo ou Basílica do Sagrado Coração. Já a torre direita pode ser visitada após uma subida de 422 degraus, e dela podem observar-se as famosas gárgulas. Construídas para o escoamento de água, dizem algumas lendas que também são elas quem protege a Catedral e os fiéis de demónios. Exato...

Info: a entrada para subir à torre direita faz-se pelo exterior e tem o custo de €10.
Apesar da fachada principal ser a oposta, a minha favorita é a que está virada Este, sobretudo vista da Île Saint-Louis, e por isso recomendo uma volta em torno desta Catedral que é um magnífico exemplar da arquitetura gótica.
Booking.com

Também pode gostar de:

0 comentários: