Giant’s Causeway, o sítio que mais queria visitar

21.8.19 Rui Quinta 0 Comentários



A Calçada dos Gigantes, no Norte da Irlanda, era o local que mais queria visitar na ilha.

O plano era, logo após Belfast, seguir para a Calçada dos Gigantes, Giant’s Causeway, um lugar como nunca havia visto, composto por milhares de colunas de basalto resultante de uma grande massa de lava, de uma erupção vulcânica ocorrida a algo como 50 ou 60 milhões de anos atrás. Mas apesar da curiosidade pela sua formação, mais do que os detalhes desta, atrai-me a beleza de algo tão especial.

Com previsão de mau tempo no Norte da ilha e com algum receio da dificuldade para alugar carro em Belfast na segunda-feira após a Páscoa, alterei os planos e fui direto para Galway. Mas o desejo da Giant’s Causeway nunca saiu da minha cabeça, e de Dublin apanhei um autocarro para Belfast e daí outro para o Aeroporto Internacional de Belfast, onde aluguei um carro e rumei ao Norte da Irlanda.

Depois bastou-me deixar a bagagem excessiva no pequeno hostel onde passaria a noite e seguir direto para a Calçadas dos Gigantes, perante a surpresa de quem lá estava. As condições que encontrei nesse final de tarde é algo que não vos descrever. Assim que sai do carro, ainda a algumas dezenas de metros do mar, levei com uma rajada de água de lá trazida pelo vento. Fotografar era praticamente impossível, pela quantidade de água que vinha do Atlântico. Era como se estivesse a chover, mas do céu apenas vinha vento. Nunca tinha levado com uma “onda” estando tão longe da costa.

À noite o vento entrava pela janela do meu dormitório, diretamente na minha cara. Um misto de vento forte mas, também admito, uma construção com algumas lacunas.

Felizmente o vento desapareceu durante a noite e na manhã seguinte pude ver o nascer do sol já num ambiente muito menos adverso. Pude desfrutar de um local único, Património Mundial da Humanidade desde 1986, belíssimo, e que valeu a pena toda a correria. Um nascer do sol que me recorda porque viajo e fotografo.

Pouco mais de uma hora depois, arrumei tudo no carro e terminei satisfeito a minha viagem à Irlanda.
Booking.com

Também pode gostar de:

0 comentários: